21.11.08

How my heart behaves


Do you think that you don't care about me?
You're wrong.
If i disturb you, what about it?
You keep me hanging on to life.
(...)
London!
The way you hate me is better than love,
And i'm head over heels
London!
The way you want to get rid of me,
Makes me weak in the knees
Frida Hyvönen,
London!

De todos os sítios onde já estive (e a lista já vai sendo longa), Londres é de longe a minha cidade preferida.
Não me perguntem porquê, não consigo explicar.
A primeira vez que lá estive senti-me em casa, parecia estar a voltar a um sítio que me era estranhamente familiar. Não acontece em mais lado nenhum.
Apesar da chuva intensa dos 3 primeiros dias, foi uma das melhores viagens de sempre.
Há músicas que também têm o mesmo efeito em mim. Que oiço em repeat até me fartar.
Acho que há partes do meu coração que só voltam a funcionar perante isto.
A adrenalina, os nós no estômago, as pernas pouco firmes.
O estímulo eléctrico de que necessita para acordar.
Todos os meus regressos dão sempre direito a um suspiro profundo (que às vezes nem sequer é palpável) como se me fosse mesmo vital voltar ali.

2 comments:

Ricardo said...

Para teste, nao saiu nada mal.

joão amaro correia said...

cool, cool.

j