19.10.08

Deolinda


Deolinda, Clandestino

Desenganem-se aqueles que, como eu, pensavam que os Deolinda eram mais um sub-produto do fado.
Não são. Nem são um hypezinho .
São outra coisa muito melhor, e não há uma única música no disco que não tenha vontade de ouvir em repeat.
É por isso que, de há uns dias para cá, me auto-insulto baixinho de cada vez que me lembro que vêm cá tocar à terra no dia 23 e que eu deixei vender TODOS os bilhetes!

Ps.: Podem ouvir o disco todo, Canção ao lado, aqui.

3 comments:

bernardo said...

haha, parece que estamos em sintonia :P

bernardo said...

ah e obrigado pela sugestão, checarei :)

Nuno Sousa said...

tens razão não são um sub-produto do fado e é pena porque era melhor e menos vulgar